PROGRAMA DE REVITALIZAÇÃO DA MATA CILIAR RECEBE PRIMEIRAS MUDAS

Na manhã desta sexta-feira (22/03), Dia Mundial da Água, o Samae, Prefeitura e Ministério Público do Meio Ambiente realizaram o plantio das primeiras 242 mudas de árvores nativas que auxiliarão na recuperação da Mata Ciliar dos lotes lindeiros ao Rio Itapocu.

A ação aconteceu nas margens do Rio Itapocu em terreno localizado na Rua Erwino Menegotti, 800, de propriedade de Sidnei Antonio Romano. Este foi o primeiro lote, dos mais de 160 que aderiram ao programa nesta primeira etapa, a receber o plantio.

O diretor-presidente do Samae de Jaraguá do Sul, Ademir Izidoro, ressaltou que “hoje é um dia muito importante. É o dia em que damos mais um grande passo para a preservação de nossos mananciais. É o momento em que iniciamos o plantio do Programa de Revitalização da Mata Ciliar que lançamos no dia 07 de novembro de 2018, no salão Amizade”.

O programa surgiu da preocupação do Samae de Jaraguá do Sul, da Prefeitura, Fujama e Ministério Público de Santa Catarina, através da Promotoria do Meio Ambiente (MPSC) com a degradação qualitativa, a escassez e a falta de cuidado ao longo dos anos com o rio e suas margens.

O programa de Revitalização da Mata Ciliar objetiva recuperar as matas ciliares dos lotes lindeiros ao Rio Itapocu para manter as condições ambientais do rio que é utilizado pelo Samae para captação, tratamento e distribuição de água potável, garantindo a qualidade e a quantidade da água oferecida à população.

De acordo com o Prefeito Antídio Lunelli é preciso trabalhar o tema educação ambiental nas escolas. “Tenho um sonho de incluir na grade curricular a disciplina de Educação Ambiental, pois é pelas nossas crianças que criaremos a consciência da preservação e cuidado com a água e o meio ambiente”, afirmou.

Alexandre Schmitt dos Santos, Promotor de Justiça da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente da Comarca de Jaraguá do Sul enalteceu que esta é uma iniciativa importante, pois a revitalização das matas ciliares é fundamental para prevenir o assoreamento dos rios. “Esse programa conta com o apoio do Ministério Público e esperamos que haja a adesão dos proprietários de lotes ribeirinhos. A segurança hídrica para o abastecimento de água de Jaraguá do Sul, depende deste programa”, reforçou o promotor.

Com o início do plantio nesta sexta-feira (22/03), o próximo passo é preparar os demais terrenos que aderiram ao programa e dar a sequência no plantio. Nesta primeira etapa o programa será desenvolvido nos bairrosTrês Rios do Norte, Santo Antonio, Nereu Ramos, Três Rios do Sul, Rau, Chico de Paulo, Água Verde, Centro, Amizade e Czerniewicz.

Até o final dos trabalhos devem ser recuperados mais de 1 milhão de metros quadrados, plantadas mais de 40 mil espécies em 364 lotes lindeiros. Cada área contemplada no programa receberá plantio e, de acordo com a necessidade, cercamento feito pelo Samae. O investimento será de aproximadamente R$ 1 milhão.

Ademir Izidoro comentou ainda que dia 22 de março é o dia mundial da água. “Uma data destinada a reflexão e discussão sobre a relação homem e água e as medidas para resolver problemas relacionados com a poluição. Apenas 2,4% da água é doce, porém, somente 0,02% está disponível em lagos e rios que abastecem as cidades e pode ser consumida. Por isso que o cuidado com os rios é muito importante, pois preserva grande parte da vida”, finalizou.



2ª Via da sua fatura